terça-feira, outubro 18, 2005

músicas que não passam em festas no Frágil













Retido no estrangeiro, à espera que alguém leve as minhas caixas de livros e discos para o Sul, fui impedido pelo destino de girar os pratos no Frágil. Ou seja, enquanto Lisboa dançava, eu mergulhava na minha mala à procura de discos que pudessem acompanhar a minha clausura. Alguém que com uma simples guitarra ou um piano me consiga explicar o mês de Outubro. Encontrei Ben Kweller e Ron Sexsmith, que todos os anos por volta desta altura voltam a conviver comigo, regressados de uma hibernação no armário dos CDs.

REC