quinta-feira, dezembro 29, 2005

O natal dos alternativos

Lisboa anda numa onda alternativa. Quando andava à procura de casa, no início do mês, um agente imobiliário conduziu-me entre Santos e Alcântara ao som dos Magic Numbers. Ontem à noite, pude partilhar o disco dos Bloc Party entre a Estrela e a Graça com um taxista que lê o NME (e com as inevitáveis interrupções femininas e roufenhas a debitar nomes de ruas e avenidas).

REC

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

116 à Estrela. Escuto...

2:11 da tarde  
Anonymous Ricardo said...

Não que faça grande diferença, mas o disco dos Bloc Party era do taxista ou foi o REC que pediu para pôr?

10:44 da tarde  
Anonymous ricardo said...

foi mesmo o taxista que o estava a ouvir.

1:42 da tarde  
Blogger Bee Box said...

O dia em que, no Brasil, eu pegar um táxi em que o motorista ouça tais coisas, me casaria com ele, ahhah... bons gostos os seus, hein? Vejo que és viciado em música, eu sou dependente. E so música de tarja preta, algo como Belle & Sebastian e afins...

1:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home