quinta-feira, janeiro 05, 2006

Gostava de ser um mosquinha

Os casamentos heterossexuais a que tenho ido (nunca estive em nenhum homossexual e Sir Elton tem por hábito tratar mal quem, mesmo contra todas as regras da boa reputação, lhe elogia o Goodbye Yellow Brick Road), por mais bom gosto que revele a organização, acabam sempre por resvalar para a foleirada, normalmente de conotação gay - os Village People, os Boney M, o hino da Juventude Leonina, essas coisas assim. Mas nos casamentos homossexuais, como é que é? Pela televisão, percebe-se que também há lá pelo meio muita foleirada. Também funciona a psicologia invertida? O que é que o DJ passa às três da manhã? Manowar? Motorhead? Quim Barreiros? As composições dos Super Dragões?
FMS

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

No rescaldo, oferecem uma visita guiada a casa do PAS que se me afigura envolto em fraldas ! LSM

6:37 da tarde  
Blogger Pedro Santos Cardoso said...

Ao fim da noite, direi eu, é happy hour: passa uma hora seguida de Alex.

1:30 da tarde  
Blogger Caiê said...

Também resvala para a foleirada, invariavelmente... (isto foi mesmo para acabar com a sua dúvida existencial!)

7:12 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home