quarta-feira, dezembro 29, 2004

a música e o surf: a mesma luta

“the surfing keeps me alive; the music keeps me grounded”
Donavon Frankenreiter






Os discos não têm necessariamente de ser muito bons para deles gostarmos. Nem muito bons, nem particularmente criativos. Nada disso é necessário. O álbum de estreia de Donavon Frankenreiter é assim. Sendo bom, não é muito bom. Sendo criativo, não traz nada de novo. Ainda assim, é uma das agradáveis surpresas de 2004 e tenho-o ouvido vezes atrás de vezes, como que para provar que gostar dos discos depende pouco da coisa em si (o que é naturalmente válido para tudo o resto). O Donavon, antes de ser músico, era, é, surfista e a música dele tresanda a surf. Um pouco como acontece com a do Jack Johnson, mas com evidente vantagem para este. É um disco no limite do meloso, do mau gosto e das piores metáforas que vêm com o surf. Mas, por isso mesmo, por estar no limite, ouve-se sem vergonha e com muito prazer. Quando não há ondas, a caminho das ondas, a pensar nas ondas. Como que para mostrar que o sujeito da epígrafe no início do post serve de modo igual nos dois casos. A música e o surf: a mesma luta. PAS


4 Comments:

Blogger jorge said...

votos de um excelente novo ano! abraço.

7:04 da tarde  
Blogger Atomo! said...

Concordo com tudo neste post. Acabei de ouvir mesmo agora o album (que não conhecia, apenas me foi sugerido por este mesmo post)e parece-me que se todos os produtos triviais na música pop fossem assim a humanidade seria mais feliz LOL...

1:20 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

**HYDROPONICS**

2:29 da tarde  
Anonymous income said...

Free Advertising To Build Your Business. I found a a website that offers Free Adverstiisng to help build your business. It has helped double my business in matter of a few weeks.

Come and check it out if you get time :-)

6:45 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home