quarta-feira, março 16, 2005

maravilhas do after-party

Como apontador de homens de fato e gravata, DJ de serviço na hora em que passou Billie Jean e, a espaços, zelador da mobília (e costumes) da casa Europa versão quando-o-Out-se-torna-In, sinto-me, de certa forma, implicado no delicioso bate-boca entre esta juventude.
Não se zanguem. Para a próxima será de casaca, haverá um palco com elevador tipo bombeiros e eu prometo pôr um slow para dançarem cheek to cheek.
ENP

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

o billie jean foi um dos pontos altos. outros q me ocorrem: blur e beastie boys. mas muitos outros. pareceu-me q faltou alguma electronica (kratfwerk ou moby caia bem). mas se calhar deu mais tarde, pq tive q sair pelas 3 qdo o meu espaço vital começou a ficar reduzido para alem do aceitavel. sugiro espaço maior para a proxima, sem prejuizo da necessaria exclusividade, bem entendido.

10:34 da manhã  
Blogger jMAC said...

billie jean, boys don't cry. por aí...

2:03 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home